Quero voltar a estudar, como posso fazer isso?
Carreira

Quero voltar a estudar, como posso fazer isso?

Muitas pessoas esperam que a vida siga uma espécie de script: terminar o Ensino Médio, entrar na faculdade, iniciar a carreira… mas nem sempre é assim! Você ficaria surpreso se soubesse a quantidade de pessoas que, por várias razões, dão uma pausa nos estudos. Elas começam a trabalhar, se viram como podem, mas, em algum momento, têm aquele start: “quero voltar a estudar”.

Embora essa decisão seja um passo muito importante, logo após esse momento, podem surgir muitas dúvidas: como faço isso? Que tipo de curso escolher? Será que não está tarde para aprender uma nova profissão? Vou dar conta da faculdade e do trabalho ao mesmo tempo?

A boa notícia é que nunca é tarde para começar. Embora fazer uma graduação logo cedo seja ótimo para começar a carreira já com um rumo definido, quem deixou para um pouco (ou muito) depois também tem sua chance de voltar a estudar — e até algumas vantagens.

Se você está nesse ponto da vida, não desanime: separamos aqui algumas dicas para voltar a estudar e dar uma guinada na sua carreira. Vamos lá?

Como voltar a estudar?

Além de supletivos, para quem não concluiu o Ensino Fundamental, há turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e também uma prova em que é possível conseguir o certificado de conclusão do Ensino Fundamental: o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Para aqueles que desejam terminar o segundo grau, o Enem pode ser utilizado para obter o Certificado de Conclusão do Ensino Médio, mas também há supletivos, que permitem concluir as séries do Ensino Médio em metade do tempo usual.

Já se o seu sonho for fazer um curso de nível superior, saiba que é importante se planejar bem e levar em conta o seu momento de vida na hora de escolher uma faculdade. Para ajudá-lo nesse caminho, listamos algumas dicas para você voltar a estudar com tranquilidade. Confira!

Defina sua área de atuação

Agora que você já está no mercado de trabalho, sabe exatamente como as coisas funcionam. Em sua empresa, pode perceber como trabalham as pessoas em cargos operacionais, técnicos e gerenciais. Use esse conhecimento para identificar a área em que gosta de trabalhar.

Além disso, você também já sabe se prefere funções mais burocráticas, nas quais pode trabalhar sozinho, ou se gosta mesmo é de lidar com gente, de interagir. Conhecer melhor a si mesmo e o ritmo das empresas será muito importante para selecionar a sua área de atuação e escolher a profissão pretendida.

Defina o tipo de curso

Hoje, o mercado oferece uma série de opções interessantes para quem vai voltar aos estudos. Você tanto pode escolher um curso superior tradicional, com duração de 4 ou 5 anos, quanto uma graduação tecnológica, que garante o diploma em 2 ou 3 anos.

A diferença entre as duas modalidades não está na qualidade e nem no reconhecimento, pois os dois diplomas têm o mesmo valor para o MEC. A grande questão está na ênfase: enquanto a faculdade tradicional tem uma formação mais genérica, a graduação tecnológica é bem específica e vai direto ao ponto, tornando a qualificação mais rápida.

Seja criterioso quanto à instituição de ensino

Esse é um aspecto muito importante. Se você já trabalha, sabe que não basta ter uma faculdade no currículo. Em uma seleção, as empresas vão escolher os candidatos que se mostram mais preparados, tanto em conhecimento quanto em competências.

Por isso, independentemente do curso que escolher, procure uma instituição séria e bem-conceituada. Isso vai garantir que o seu diploma seja muito mais que um pedaço de papel — ele será um atestado de que você está realmente preparado para enfrentar os desafios do mercado.

Analise os gastos necessários

Você pode ter certeza de que voltar a estudar vai exigir, sim, um pouco de sacrifício. É preciso ajustar o orçamento e dedicar tempo a esse projeto. Porém, o resultado pode ser um emprego melhor e uma renda maior daqui a alguns anos.

Portanto, estude os seus orçamentos pessoal e familiar com atenção. Analise os custos (mensalidades, transportes), faça ajustes nas suas despesas e prepare-se para concretizar o seu projeto. Também vale a pena pesquisar bolsas de estudos e programas de financiamento.

Por que escolher um curso tecnológico?

Como já falamos, uma das opções que o mercado oferece hoje são as graduações tecnológicas — ou cursos superiores em tecnologia. Principalmente para quem está voltando a estudar agora, eles são uma excelente opção. Entenda o porquê!

A graduação tecnológica é um curso superior

Quem vai fazer um desses cursos pode ficar tranquilo! Ele tem a mesma validade que qualquer outra faculdade diante do MEC. Depois da conclusão dessa modalidade de curso superior, o aluno pode, inclusive, entrar em uma pós-graduação ou mestrado.

Formação mais rápida

Se você quer entrar no mercado rapidamente ou está de olho em um novo cargo, a graduação tecnológica é a melhor opção. Isso porque o estudante não leva 4 ou 5 anos para conseguir o diploma. Ele pode fazer isso em 2 ou 3 anos, acelerando o seu progresso profissional.

Ênfase em áreas específicas

Essa rapidez do curso superior tecnológico às vezes levanta algumas desconfianças, porém, isso só acontece até que o estudante entenda a proposta do curso. O tempo mais curto não se deve à falta de qualidade, mas, sim, à ênfase específica.

Vamos pensar em um exemplo para tornar esse entendimento mais fácil: imagine um curso normal de Administração de Empresas com um diploma de bacharelado. Lá, os alunos terão uma série de matérias genéricas: Filosofia, Sociologia, Psicologia, entre outras.

Além dessas matérias básicas, a cada semestre, eles estudarão um pouquinho sobre algumas áreas da Administração: haverá uma ou duas disciplinas sobre Gestão Financeira, outras duas sobre Gestão de Pessoas, e assim por diante.

No final das contas, o aluno sai com uma formação mais generalista, e isso pode gerar alguns pontos negativos: por exemplo, mesmo quem não gosta de Matemática e jamais gostaria de trabalhar na área financeira precisou fazer essas matérias, e o contrário também pode acontecer. Aquele estudante que ama a área de Gestão Financeira, mas não curte Psicologia e Gestão de Pessoas, precisou estudar esses temas para poder concluir seu curso.

Com a graduação tecnológica, isso não acontece. Quem gosta de Gestão de Recursos Humanos vai estudar apenas as matérias referentes a esse assunto — e de uma forma muito mais profunda. O mesmo acontece com quem gosta de Gestão Financeira.

Então, o aluno estuda somente o que ele quer fazer em sua carreira, mas de forma completa e especializada.

Foco nas exigências do mercado

Outra vantagem do curso superior em tecnologia é a sua preparação para o mercado de trabalho. Não se gasta tempo em matérias muito teóricas ou relacionadas a um conhecimento geral.

O curso procura se manter antenado às exigências do mercado, garantindo que os estudantes tenham conhecimento sobre o que realmente vão enfrentar no dia a dia para desempenhar as suas funções.

Mais uma característica importante dos cursos tecnológicos: os professores não costumam ser acadêmicos. No geral, eles são profissionais que continuam atuando nas empresas. Por isso, trazem para a aula temas, conhecimentos e exemplos atualizados, preparando o aluno para o exercício da profissão.

Como se motivar para voltar às salas de aula?

Independentemente da escolha do curso, retornar às aulas pode ser cansativo, já que você terá que adequar sua rotina e separar um tempo para se dedicar aos estudos. No entanto, mantenha a motivação e pense: isso trará novas possibilidades de trabalho e mais conhecimento. Lembre-se também de que não existe limite de idade para voltar a estudar.

Não se compare a outras pessoas

Afinal, você já sabe como funciona o mercado de trabalho, já entendeu o quanto um diploma pode abrir portas e garantir oportunidades e, com isso, pode ter uma noção melhor das profissões e áreas com as quais se identifica ou não.

Cada pessoa tem uma história de vida única e não há vergonha alguma em ter parado de estudar. Às vezes, as circunstâncias da vida — família, filhos, doenças, condições financeiras, entre outras — nos levam a trilhar percursos diferentes do que esperávamos. Só você sabe o que passou e os esforços que fez para retomar os estudos.

Por isso, evite comparações com outras pessoas. Além de trazer frustração, essa atitude não coloca em perspectiva que cada um tem limites e habilidades distintas ou até mesmo dificuldades de aprendizado. Assim, é melhor ter paciência consigo mesmo e se concentrar apenas em você e nos seus objetivos.

Faça escolhas baseadas em seus interesses

Na hora de escolher um curso, não tome essa decisão apenas no que pode ser bom para sua carreira. Reflita sobre os seus gostos e suas afinidades e pense em como você pode uni-los a uma profissão. Afinal, é muito mais fácil manter a motivação quando estudamos um conteúdo que nos interessa do que algo visto como obrigação.

Estabeleça metas menores

Se a ideia de concluir uma faculdade parece algo muito complicado e distante para você, divida esse objetivo em metas menores. Foque nas ações necessárias para que isso ocorra. Muitas vezes, um problema ou uma situação que parece muito difícil vai se tornando mais simples à medida que vencemos cada etapa.

Reaprenda a estudar

Para quem ficou anos longe da escola, voltar para a sala de aula nem sempre é algo fácil. Além de assistir às aulas, é preciso separar um período para ler os conteúdos e fazer os exercícios. No entanto, evite se sobrecarregar logo no começo: assim como qualquer rotina nova, vai levar um tempo até você se acostumar e criar o hábito de estudar. Então, tenha calma e tente otimizar os estudos.

Busque apoio

Se você sentir dificuldade para conciliar o trabalho e os estudos, peça ajuda. Converse com sua família e pessoas próximas. Às vezes, eles podem assumir mais tarefas domésticas para que você tenha mais tempo para estudar, por exemplo. Ou que os amigos fiquem menos decepcionados com sua ausência nos encontros e eventos.

Caso sua dificuldade seja com as matérias, procure grupos de estudos ou monitores na sua instituição de ensino. Estudar com outras pessoas é uma boa forma de tirar dúvidas e potencializar o aprendizado.

Por que voltar aos estudos?

Ainda tem dúvidas se vale mesmo a pena voltar a estudar? Então, veja alguns motivos que vão lhe incentivar ainda mais a tomar essa decisão.

Diferencial competitivo

Quer você tenha apenas terminado o ensino médio, quer tenha parado de estudar após concluir a graduação, saiba que retomar os estudos traz muitas vantagens, especialmente no momento de procurar uma vaga de emprego. Cursar uma faculdade ou uma pós-graduação, como o MBA, pode ser o que você precisa para se destacar no mercado de trabalho.

Além de possibilitar uma qualificação importante, voltar aos estudos também faz com que você tenha acesso a novas informações e descubra o que há de mais atual na sua área. Assim, você fica mais competitivo diante dos outros profissionais.

Realização pessoal

Uma das coisas mais frustrantes é o sentimento de não termos alcançado todo o nosso potencial, não é mesmo? Muito mais do que abrir novas possibilidades no mercado de trabalho, voltar a estudar é algo que trará sensações de bem-estar e satisfação pessoal. É a oportunidade que você tem de realizar aquilo que tanto adiou ou, até mesmo, de encontrar o seu propósito no mundo.

Networking

Ao iniciar um curso novo, você também terá contato com outras pessoas e outros profissionais. Por isso, é uma oportunidade perfeita para fazer networking e aumentar as suas chances de inserção no mercado de trabalho. Quem sabe você não encontra pessoas que podem lhe indicar depois para uma vaga ou, ainda, um futuro sócio?

Mais contatos podem não apenas ajudá-lo a conquistar os seus objetivos como também a transformar a sua vida pessoal, já que novas amizades podem surgir dentre as tantas pessoas de diferentes idades e interesses que você conhecerá ao retomar aos estudos.

Desenvolvimento na carreira

Por fim, quanto mais qualificação você tiver, maior a chance de ter remunerações maiores e alcançar cargos de liderança. Assim, para quem deseja continuar crescendo na carreira, fazer uma faculdade ou um curso de pós-graduação é fundamental. Isso vale para diversos cenários: se você quiser se desenvolver na sua empresa atual, realizar uma mudança de profissão ou se destacar no mercado para ser contratado por outra organização são alguns deles.

Mesmo que seja desafiador, voltar a estudar pode trazer a realização pessoal que deseja ou até ser o caminho para fazer uma mudança de carreira. Lembre-se de que nunca é tarde demais para aprender coisas novas e aperfeiçoar ainda mais os conhecimentos que já tem! Pense também que, ao se abrir para o novo, você pode se surpreender com as possibilidades e ter mais satisfação com esse caminho do que imagina.

Gostou deste post? Quer ler mais textos sobre educação, trabalho e recursos humanos? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro de conteúdos interessantes que vão turbinar sua carreira!

Você pode gostar
Você sabe o que é a leitura dinâmica?
Quero um lugar no mercado de trabalho: por onde começar?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This