6 melhores cursos técnicos na área de Indústria, Informática e Negócios
Formação

6 melhores cursos técnicos na área de Indústria, Informática e Negócios

O que você quer ser quando crescer? Essa pergunta nos acompanha desde a infância, mas é apenas quando chegamos no ensino médio que começamos a dar respostas mais concretas. Agora não dizemos apenas as profissões que gostamos, mas aquelas nas quais conseguimos enxergar nosso próprio futuro.

Enquanto isso, no mercado de trabalho o cenário encontra-se cada vez mais intenso e concorrido. Se antes um diploma e um inglês básico davam conta do recado, atualmente é preciso ir bem mais além para destacar-se em meio àqueles que disputam as vagas com você.

Nesse contexto, sabe qual é o melhor momento para começar a investir na sua carreira profissional? Durante o próprio ensino médio! Com cursos técnicos de Exatas e Gerenciais você pode terminar a escola já profissionalizado e pronto para encarar o mercado de trabalho.

São cursos rápidos, completos e voltados para profissões que crescem cada vez mais — tanto no Brasil quanto lá fora. Afinal, diante de tanta concorrência, é importante que você pense também nas oportunidades que terá no futuro, e não apenas nas suas preferências e habilidades atuais.

E então, quer descobrir por que seguir esse caminho vai fazer toda a diferença na sua vida? Continue a leitura, veja os melhores cursos que separamos para você e aprenda tudo o que você precisa saber sobre eles! Vamos lá?

1. Mecatrônica

Características gerais

No curso técnico de Mecatrônica você vai aprender a criar máquinas inteligentes controladas por um computador. Isso é alcançado por meio de conhecimentos que unem as áreas de Elétrica, Mecânica e Informática.

A duração do curso é de dois anos em média. Durante esse período, além de ter em torno de 1.500 horas/aula, você também deverá cumprir 400 horas de estágio supervisionado.

Principais disciplinas

Para ensinar o aluno de Mecatrônica a desenvolver e montar máquinas controladas por computador, os dois anos do curso técnico incluem disciplinas como Desenho Técnico, Eletrônica Geral, Eletrônica Digital, Eletrônica de Potência, Linguagens de Programação, Tecnologia da Comunicação, Tecnologia das Máquinas e Robótica.

Há ainda matérias de Desenho Assistido por Computador, Sistema Flexível de Manufatura, Sistemas de Qualidade, Comando Numérico Computadorizado e Projetos. Em todas elas você aprenderá muito conteúdo técnico, além das teorias que permitirão o devido exercício da profissão.

Mercado de trabalho

O técnico em Mecatrônica está apto a trabalhar nas indústrias automobilísticas, de bens de consumo, alimentícias, de energia e petroquímicas. Além disso, fabricantes de máquinas e laboratórios de controle de qualidade também precisam desses profissionais em suas equipes.

Com o desenvolvimento e a fortificação cada vez maiores da tecnologia nacional, o Brasil tem uma demanda crescente para técnicos em Mecatrônica. Os salários são altos, mas mesmo assim sobram vagas — pois não há pessoas qualificadas o bastante para atender às exigências das companhias.

Não há um piso salarial único para todo o país, mas os valores variam de estado para estado. Para você ter uma ideia, o Rio de Janeiro tem um piso salarial de R$ 1.625,94 para os técnicos em Mecatrônica. Enquanto isso, no Rio Grande do Sul, o número sobe para R$ 1.722,60 para o técnico que ficar mais de 180 dias na empresa.

Depois de cerca de 10 anos de experiência, o salário do profissional de Mecatrônica pode alcançar os R$ 6,1 mil. Isso demonstra o potencial para crescimento na área! Com os crescentes investimentos em automação, sistemas integrados e inovação, você vai ter cada vez mais conquistas conforme a própria empresa se desenvolve com sucesso.

Por que estudar Mecatrônica

Além dos motivos listados no tópico sobre mercado de trabalho, fazer um curso técnico de Mecatrônica lhe dá o direito de registrar-se junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do seu estado, requisito obrigatório para que você possa exercer a profissão.

Em áreas de atuação envolvendo tecnologia, como muitas das que apresentaremos neste post, é fundamental que o profissional mantenha-se atualizado, sempre por dentro de tudo o que está acontecendo no setor. Além disso, o nível de exigência das empresas que buscam por esses profissionais também aumenta cada vez mais.

Nesse contexto, o curso técnico de Mecatrônica é uma ótima opção de carreira por lhe fornecer as habilidades e os conhecimentos necessários para ocupar com sucesso um dos cargos disponíveis dentro dessa que é uma das profissões do futuro.

2. Eletrotécnica

Características gerais

Após os dois anos do curso técnico de Eletrotécnica você estará pronto para encarar o mercado de trabalho e conquistar vagas relacionadas à execução e à manutenção de componentes e de equipamentos eletroeletrônicos.

Trata-se de um ramo da Engenharia Elétrica que une, como o nome indica, a eletrônica e a elétrica. Portanto, a profissão requer trabalhadores focados, organizados e responsáveis, já que eles supervisionarão tudo o que for relacionado a esses setores na empresa em que atuarem.

Principais disciplinas

Para dar conta de todas as demandas do técnico em Eletrotécnica, o curso traz no currículo disciplinas como Circuitos Elétricos, Automação Industrial, Instalação Elétrica e de Máquinas, Projetos de Instalações, Programação de Computadores, Controle e Automação, Geração e Transmissão de Energia, Segurança no Trabalho, Manutenção de Equipamentos e de Instalações Elétricas Industriais, Materiais Condutores etc.

Tudo isso dá ao aluno um alcance amplo de tudo o que ele vai fazer na sua futura rotina profissional, educando-o para cumprir sua função com alta eficiência.

Mercado de trabalho

Após a conclusão do curso técnico, o profissional estará capacitado para trabalhar em indústrias metalúrgicas, de telecomunicações ou até mesmo de construção civil — além de também ser capaz de conquistar vagas de assistência técnica.

Entretanto, onde há mais espaço para o técnico em Eletrotécnica se destacar e crescer é nas empresas destinadas à geração e à distribuição de energia elétrica.

Isso sem falar nas companhias de água e saneamento ou nos escritórios de projetos técnicos, assim como empresas de instalação e manutenção de equipamentos técnicos e que trabalham com a representação comercial de aparelhos e equipamentos.

Se preferir, é possível trabalhar também como profissional liberal — que será, então, contratado por diferentes clientes e empresas para dar conta de uma demanda específica, ou ainda para atuar como funcionário terceirizado.

Logo depois da formatura, ainda sem experiência formal no mercado de trabalho, já há vagas com salários-base entre os R$ 1.500 e os R$ 2 mil.

Devido ao desenvolvimento da tecnologia e da amplitude das vagas da área, o técnico em Eletrotécnica é altamente requisitado, especialmente aquele com currículo de destaque e que demonstra interesse em dar continuidade ao processo de educação e de profissionalização.

Por que estudar Eletrotécnica

Toda e qualquer atividade elétrica e eletrônica da empresa que o contratar será de sua responsabilidade. É um grande dever, não é mesmo? Ao unir em apenas dois anos as Engenharias Eletrônica e Elétrica, o curso técnico proporciona uma experiência mais acelerada e focada para quem deseja chegar o quanto antes ao mercado de trabalho.

3. Informática

Características gerais

O bom e velho curso técnico de Informática continua firme e — cada vez mais — forte. Afinal, o uso dos computadores em todos os âmbitos das nossas vidas, seja no trabalho, na hora de estudar ou para lazer, não para de crescer.

O resultado, naturalmente, é que há um número cada vez maior de computadores que requerem manutenções, troca de peças, consertos, upgrades etc. Cada usuário, seja pessoa física ou jurídica, tem suas próprias necessidades para o aparelho. Isso gera um mercado de trabalho bastante movimentado, como abordaremos mais adiante.

Principais disciplinas

Durante os dois anos do curso técnico em Informática você terá matérias como Introdução à Informática, Aplicativos, Empreendedorismo, Eletricidade e Eletrônica, Inovação, Montagem de Computadores, Manutenção de Computadores, Tecnologia de Rede, Desenvolvimento de Websites, Segurança da Informação, Marketing Digital e Programação.

Disciplinas como Marketing Digital, Segurança da Informação, Aplicativos e Empreendedorismo mostram o quanto o curso técnico está atualizado quanto às exigências do mercado. Com elas, além de construir habilidades e conhecimentos, você também descobrirá como gerenciar a própria carreira e construir sua reputação na área de formação escolhida.

Mercado de trabalho

Globalização, automação, inovação: essas são três das prioridades das empresas de hoje. Elas ainda têm em comum o fato de que movimentam fortemente o mercado de trabalho para o técnico em Informática, já que companhias de absolutamente todos os setores e tamanhos requerem serviços dessa área.

O comércio varejista, diferentes setores da indústria, o setor público, instituições de educação, os serviços hospitalares de saúde, empresas de consultoria, instituições financeiras etc.: todos precisam de um técnico de Informática, seja contratado como terceirizado, freelancer ou integrante fixo do quadro de funcionários.

Não há exatamente falta de técnicos de Informática, mas nem sempre as empresas conseguem encontrar facilmente profissionais tão competentes quanto elas precisam. Inicialmente o salário-base fica em torno dos R$ 1.480. Para crescer na carreira, busque especializações e continue seus estudos.

Por que estudar Informática

Atualmente, quem não abraçou a tecnologia digital e computacional fica cada vez mais para trás conforme o mercado dá saltos cada vez maiores graças à inovação.

Além disso, disciplinas como Empreendedorismo resultam também do amplo espaço para essa modalidade de negócio dentro da Informática. Então, se você tem planos de ser seu próprio chefe e de trabalhar como autônomo ou de abrir o próprio negócio, a Informática pode ser uma área de atuação perfeita para você!

4. Segurança do Trabalho

Características gerais

Saindo um pouco do foco tecnológico dos cursos que apresentamos até agora, a Segurança do Trabalho é outra área de formação que cresce continuamente. Isso deve-se em grande parte ao fato de que, hoje, o bem-estar e a qualidade de vida no ambiente de trabalho são assuntos muito discutidos e valorizados pelos colaboradores e gestores.

Para conquistar um ambiente de trabalho que ofereça poucos riscos e que saiba lidar com situações emergenciais, o técnico em Segurança do Trabalho é uma figura que não pode faltar. Ele é o responsável por cuidar da saúde e da segurança dos trabalhadores, além de minimizar os riscos à equipe durante seu dia a dia dentro da empresa.

O curso técnico de Segurança do Trabalho tem uma duração total de 1.200 horas/aula. Algumas instituições de ensino dividem esse período em três semestres; enquanto isso, em outras escolas a duração é de três anos, ou seja, igual ao ensino médio regular.

Principais disciplinas

Para ser capaz de dar as devidas orientações, treinamentos e o que mais for necessário para alcançar seus objetivos, o aluno do curso técnico de Segurança do Trabalho estuda Normas e Leis de Segurança, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), Princípios de Higiene e Saúde do Trabalho, Uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Uso de Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs).

Durante essas aulas, há tanto lições práticas quanto teóricas. Desenho Técnico, Doenças Ocupacionais, Ergonomia, Meio Ambiente e Qualidade de Vida, Tecnologias de Prevenção e Prevenção e Controle de Riscos também fazem parte do currículo.

Mercado de trabalho

Como já deu para imaginar, o técnico em Segurança do Trabalho é requisitado em empresas de todos os tamanhos e áreas de atuação. Além disso, o mercado de trabalho é bastante movimentado por causa da legislação, que exige que as empresas contratem esses técnicos em número proporcional ao seu quadro de funcionários.

Sendo assim, você poderá encontrar vagas em estabelecimentos públicos e privados dos setores de comércio e de indústria, em empresas que fabricam e vendem equipamentos de segurança e também em sindicatos e entidades de cada classe trabalhadora.

or que estudar Segurança do Trabalho

Porque o técnico em Segurança do Trabalho é fundamental para incentivar as empresas a valorizarem a saúde, o bem-estar e a segurança de seus colaboradores. Você garantirá às equipes um ambiente mais confortável, em que cada um poderá se sentir à vontade e motivado para exercer suas funções com louvor.

Portanto, se você é atencioso, gosta de lidar com pessoas, tem talento para elaborar planos estratégicos e educacionais e para investigar e recomendar medidas de controle para as empresas e seus respectivos times, considere ser técnico em Segurança do Trabalho!

5. Administração

Características gerais

O técnico em Administração, também conhecido como técnico administrativo, faz a diferença na empresa em que atua. Seu cotidiano de trabalho envolve gestão de pessoas, operações logísticas, marketing, gestão de materiais, vendas, finanças e outras demandas que fazem parte do dia a dia de todos os negócios.

Com duração de um ano e meio ou de dois anos, o curso técnico em Administração prepara o aluno do ensino médio para chegar ao mercado de trabalho logo após a formatura. Após ser contratado, você participará de planejamentos logísticos e estratégicos, atividades da gestão financeira e contábil, gestão de processos, avaliações de desempenho e atividades de recrutamento e seleção, entre outras.

Principais disciplinas

Ao longo do curso você terá disciplinas como Administração e Empreendedorismo, Planejamento Estratégico, Comunicação Empresarial, Desenvolvimento Pessoal, Administração de Vendas, Direito Comercial, Gestão de Pessoas, Marketing, Informática, Práticas Comerciais e Administrativas etc.

Mercado de trabalho

Já sabe, não é? O técnico em Administração pode trabalhar em companhias de qualquer área ou tamanho, tendo assim uma variedade ampla de caminhos de carreira para traçar.

Além da indústria e do comércio, hospitais, órgãos governamentais e instituições de ensino, para citar alguns poucos exemplos, também precisam de técnicos administrativos na sua equipe de funcionários.

Além disso, dentro da empresa você estará capacitado para atuar nos setores de marketing, logística, finanças, produção, Recursos Humanos etc. Além disso, há ainda a opção de você seguir o caminho da autonomia e do empreendedorismo — que tal abrir seu próprio escritório de Administração e prestar consultoria a diversos clientes?

O valor pode variar de acordo com o cargo que você exercerá e o estado em que você reside, mas o salário-base para o técnico administrativo fica em torno de R$ 1.063 a R$ 2.713. Ao se especializar além do curso técnico ou decidir prestar concursos, por exemplo, há grande potencial para seu salário aumentar ao longo dos anos.

Por que estudar Administração

Se você é organizado, metódico, inovador e comunicativo, mas quer fugir da rotina imutável de um cargo empresarial tradicional, o curso técnico em Administração é um excelente caminho. Aqui você terá dias bastante distintos uns dos outros, além de ter que lidar com muitas pessoas diferentes e com situações em que é preciso pensar rápido.

6. NR 10

Características gerais

O curso técnico de NR 10 básico é, provavelmente, a área de formação menos conhecida entre as que apresentamos hoje. Ou seja, trata-se de uma opção relativamente nova — e muito inovadora e relevante para a atualidade!

A NR 10 é, nada mais, nada menos, do que a Norma Regulamentadora 10 do Código Trabalhista, que trata especificamente da segurança em instalações e serviços em eletricidade. Portanto, podemos considerá-la uma subdivisão do campo mais amplo da Segurança do Trabalho. A carga mínima do curso técnico é de 40 horas/aula.

Tornou-se um curso próprio devido ao crescimento da preocupação pela segurança dos trabalhadores durante o exercício de todas as suas funções profissionais, como já abordamos, e também pela complexidade e pelo risco envolvido quando o assunto é eletricidade. Por ser mais conciso, o curso costuma durar algumas semanas ou meses.

Principais disciplinas

Ao longo da duração do curso técnico de NR 10 você aprenderá Segurança com Eletricidade, Riscos em Instalações e Serviços com Eletricidade, Arcos Elétricos, Queimaduras e Quedas, Campos Eletromagnéticos, Análise de Risco, Controle de Risco, Desenergização, Barreiras e Invólucros, Isolamentos, Normas Brasileiras, Primeiros Socorros, Riscos Adicionais, Proteção Contra Incêndios etc.

Portanto, trata-se de um curso voltado tanto à prevenção de acidentes envolvendo eletricidade quanto de solução para quaisquer incidentes que possam vir a acontecer, assim como a identificação de ameaças no ambiente de trabalho em questão.

Mercado de trabalho

O curso técnico em NR 10 básico pode incrementar o currículo de quem deseja atuar em cargos que requerem o convívio com a eletricidade. Ele comprovará que você está por dentro das respectivas regulamentações e, portanto, está apto a exercer atividades de risco elétrico sem que isso seja uma ameaça a si mesmo e aos demais.

Além disso, você poderá dar continuidade à educação e, eventualmente, começar você mesmo a dar aulas, palestras e orientações sobre as melhores maneiras de seguir e respeitar a Norma Regulamentadora 10.

Por que estudar NR 10

Se você deseja seguir uma carreira que envolva situações em que você ficará exposto à eletricidade, o curso técnico em NR 10 básico é uma excelente maneira de demonstrar seu interesse em ir além do diploma, além de lhe ensinar práticas que podem salvar sua vida ou a de um colega.

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e agitado, quanto mais formas você encontrar para se destacar, melhor. A empresa na qual você vai participar de um processo de seleção, por exemplo, pode não exigir que você seja técnico em NR 10, mas se for algo benéfico para o cargo, eles certamente darão preferência a você.

Além disso, mesmo se você já estiver inserido no mercado de trabalho ou se já tiver escolhido outra opção de curso técnico, aprofundar-se na NR 10 também ajudará você a crescer dentro da empresa, conquistando cargos cada vez mais altos e exigentes.

Gostou de conhecer as melhores opções de cursos técnicos de Exatas e Gerenciais? Quer começar a construir sua carreira profissional ainda durante o ensino médio? Então o seu lugar é aqui na MrhTech, onde você encontrará todos os cursos que listamos aqui em turmas pela manhã e também à noite, para ninguém ficar de fora.

Com a gente ao seu lado você vai alcançar alturas antes inimagináveis e vai construir um currículo interessante, completo e que vai colocar você com louvor no mercado de trabalho. Afinal, quem fica parado logo perde seu lugar na área de formação escolhida.

O mercado de trabalho exige pessoas motivadas e especializadas, prontas para fazer a diferença ali dentro em cada um dos diferentes setores. Você não vai ficar de fora, não é mesmo? Então não perca mais tempo: entre em contato com a gente agora mesmo e comece a escrever sua história!

Você pode gostar
5 livros sobre gestão de pessoas que você precisa ler
Gestão de projetos: entenda tudo sobre a área e a profissão

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This