Enem: entenda definitivamente como funciona e a sua importância - Blog da MRH - Carreira, formação e ensino tecnológico no padrão MRH
Formação

Enem: entenda definitivamente como funciona e a sua importância

É necessário abordar a importância do Enem para o ensino no Brasil. Realizado desde 1998, sua função principal era avaliar o nível dos estudantes que estavam concluindo o ensino médio, para mensurar como eles estavam sendo preparados pelas instituições de ensino.

O exame ganhou nova função em 2009, quando passou a servir como vestibular para as principais faculdades de todo o país, substituindo as provas que essas instituições costumavam aplicar. Além disso, é possível utilizar a nota do Enem para conseguir oportunidades em universidades privadas.

Que tal conhecermos melhor como ele funciona? O post a seguir trará tudo que você precisa saber sobre o Enem, passando por importantes pontos da sua avaliação. Continue a leitura e confira!

Saiba tudo sobre como é a avaliação

Assim como qualquer outro tipo de exame ou vestibular, o Enem tem suas próprias características no que diz respeito à forma de avaliação. É importante que os candidatos estejam familiarizados com esse método adotado, já que ele faz toda a diferença, desde o planejamento de estudos até o comportamento no dia da prova.

Cada um dos pontos principais merece destaque, para que o estudante possa entender perfeitamente o que espera por ele nas provas, até porque isso permitirá que seu plano de estudos seja o mais preciso possível, resultando em um desempenho dentro do necessário para conseguir uma vaga em uma universidade. Vamos conhecer um pouco mais sobre esses detalhes?

Divisão de disciplinas

A prova do Enem é desenvolvida pelo MEC, que julga como necessária a abordagem das principais disciplinas estudadas no ensino médio. Elas são divididas e dispostas nas seguintes nomenclaturas:

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Sociologia e Filosofia);
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa e cultura de um modo geral);
  • Redação;
  • Matemática, Códigos e suas Tecnologias (Matemática e Raciocínio Lógico);
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia).

O Enem é realizado em dois domingos, funcionando da seguinte maneira:

  • Primeiro domingo: Ciências Humanas e suas Tecnologias (45 questões), Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (45 questões) e Redação.
  • Segundo domingo: Matemática, Códigos e suas Tecnologias (45 questões) e Ciências da Natureza e suas Tecnologias (45 questões).

Em cada um dos dias, o aluno terá o tempo máximo para realizar as provas. No primeiro domingo, esse tempo é de 5h e 30 minutos, enquanto no segundo é de 4h e 30 minutos.

Como as notas são definidas

O método de avaliação e as notas obtidas no Enem são motivos de confusão por parte dos alunos, já que nem todos entendem muito bem os parâmetros, enquanto outros simplesmente não concordam com o método.

O MEC avalia que a maneira pela qual a nota é obtida é a mais justa de acordo com os padrões da prova, que faz uma avaliação geral dos conhecimentos do aluno. Vamos tentar entender melhor como funciona isso?

O método utilizado é o TRI (Teoria de Resposta ao Item). Ele avalia o valor das questões de maneira variante, indo de acordo com o número de acertos do estudante no respectivo item. De uma maneira mais fácil de entender, é possível dizer que, se o estudante acerta 5 questões entre as mais fáceis, será provável que ele tire uma nota maior do que aquele que errou algumas fáceis e acertou outras difíceis.

O TRI favorece os alunos que apresentam uma consistência maior no seu desempenho, ou seja, uma coerência, levando em conta que isso é um sinal de que ele tem maior conhecimento sobre determinada disciplina. Já aquele que teve um desempenho mais variado, não demonstra essa regularidade, o que pode até mesmo indicar um “chute”; então, ele recebe uma nota mais baixa.

A redação

A redação é a única parte da prova mantida sob mistério até o dia do exame. Não há no edital nenhuma indicação acerca do que será cobrado em relação ao tema, diferentemente do conteúdo das outras disciplinas.

Sendo assim, é importante que os candidatos estejam sempre atentos a assuntos que estão em pauta na sociedade atualmente, que podem servir como tema para a redação do Enem.

A avaliação da redação

Diferentemente dos outros assuntos, a redação tem sua avaliação própria, feita de maneira detalhada e com muita dedicação da banca, que leva em conta alguns parâmetros. Quanto melhor, mais próximo dos 1000 pontos. É necessário ao candidato:

  • demonstrar domínio da norma culta da língua;
  • defender um posicionamento referente ao tema (uma tese);
  • demonstrar organização nas ideias apresentadas;
  • demonstrar sentido no que está escrito, de forma que seja clara e fácil a compreensão de quem está lendo;
  • propor uma solução para o que está sendo discutido, de modo que essa ideia respeite os direitos civis.

Entenda a importância do Enem no sistema privado

O grande foco do Enem é em conseguir boas notas em busca de aprovação nas principais universidades públicas do país, já que essas instituições oferecem ensino de qualidade sem custos. Entretanto, é possível também conseguir boas oportunidades em instituições privadas.

A nota do Enem pode ser requisito para estar apto a estudar em faculdades particulares por meio de bolsas, integrais ou não, associadas a outros programas de financiamento estudantil. Vamos conhecer essas possibilidades?

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada relaciona os alunos que tiveram desempenho que os deixe aptos tanto para universidades públicas, quanto privadas. Basta que o estudante se inscreva para verificar as possibilidades de acordo com sua nota no Enem.

ProUni

O Programa Universidade para Todos oferece bolsas de estudos em universidades privadas de acordo com a nota obtida pelo candidato. Para isso, é necessária uma média de 450 pontos nas provas, além de não ter zerado a redação.

Fies

O Fies é um programa de financiamento estudantil, que oferece a oportunidade de estudos em uma universidade particular. Para isso, a nota do Enem é necessária, podendo incidir no percentual desse financiamento.

A importância do Enem é cada vez maior para os alunos que buscam o ingresso em uma graduação de ensino superior de qualidade, seja ela pública ou privada. E aí, gostou deste post? Você pode receber mais conteúdos como este diretamente em seu e-mail. Basta assinar a nossa newsletter!

Você pode gostar
Entenda a importância de estudar uma disciplina de empreendedorismo
Como economizar dinheiro para investir na Graduação em 6 Passos

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This