Por que e onde estudar Recursos Humanos em Fortaleza?
Carreira

Por que e onde estudar Recursos Humanos em Fortaleza?

Para obter sucesso, as empresas precisam de um recurso bem mais importante que qualquer equipamento: as pessoas. Por isso, o profissional de Recursos Humanos trabalha estrategicamente para conseguir o engajamento e a excelência dos funcionários. Além de render boas chances profissionais, o curso na área traz muitas vantagens para quem se interessa por gestão. Quer descobrir mais razões por que estudar RH?

Pois hoje nós vamos contar não só a resposta a essa pergunta, mas trazer ainda muitas outras informações sobre essa carreira. Entenda o que faz esse profissional, quais são os cargos, qual é a média salarial, como é o curso e muito mais. Ficou interessado? Então, não perca esse post! Continue lendo!

O que faz o profissional de Recursos Humanos?

“As pessoas são o principal ativo das organizações”. Essa frase é realmente muito comum nos artigos que falam sobre esse assunto, mas você sabe exatamente o que ela quer dizer?

A ideia aqui é simples: significa que, para uma empresa, o maior recurso que ela possui para produzir resultados e gerar lucros é justamente o seu grupo de funcionários! Afinal, são as pessoas que executam as tarefas, atendem os clientes e fazem com que a companhia se torne o que ela é!

Agora, convenhamos que nem sempre as pessoas trabalham tão motivadas ou executam suas atividades com a qualidade que deveriam, certo? É justamente aí que se percebe a importância do gestor de Recursos Humanos.

Qual é o papel desse profissional dentro das organizações? É contratar, treinar e motivar as pessoas para que elas realizem as suas tarefas com excelência, garantindo bons resultados para a empresa.

Em seu dia a dia, o profissional de RH é responsável por:

  • recrutar e selecionar candidatos capacitados a realizar as tarefas relacionadas às vagas de trabalho disponíveis;
  • treinar funcionários novos e antigos para que eles executem bem as suas atividades;
  • manter os trabalhadores motivados;
  • criar planos de carreira nas empresas, para gerar oportunidades de promoção para os funcionários qualificados;
  • participar da definição dos salários da empresa, garantindo que seus profissionais recebam valores parecidos com a média do mercado;
  • manter uma boa comunicação dentro da empresa;
  • realizar ações para garantir que o ambiente de trabalho seja cada vez mais agradável para os funcionários;
  • trabalhar com a solução de conflitos entre os colaboradores;
  • executar projetos para melhoria da qualidade de vida no trabalho;
  • planejar estratégias para manter os melhores funcionários na empresa (planos de carreira, salários, benefícios);
  • providenciar os funcionários necessários para os diferentes setores, seja por contratação ou por redistribuição;
  • cuidar da parte burocrática relacionada às contratações, demissões, pagamento de salários e contribuições trabalhistas, etc;
  • avaliar o desempenho dos funcionários e promover ações para que eles produzam mais e melhor.

Onde trabalham os profissionais de Recursos Humanos?

tecnólogo em RH tem muitas opções de atuação no mercado. Na maioria das vezes, ele é contratado por empresas de médio e grande porte, que têm um departamento específico para cuidar da gestão de pessoas — que pode envolver tarefas mais operacionais, como cuidar da folha de pagamentos e cuidar de documentos para novas contratações, até atividades estratégicas de retenção de talentos e motivação de funcionários.

Porém, ele tem outras opções de atuação. Desenvolver suas atividades em órgãos públicos, centros de pesquisa, instituições de ensino são algumas das alternativas mais comuns, mas não para por aí.

Uma outra opção muito interessante para os profissionais da área é a realização de consultorias. Eles podem trabalhar tanto em empresas especializadas em recrutamento e seleção quanto em escritórios especializados em assessoria de RH.

Lembra que nós falamos que geralmente eles são contratados por empresas de médio e grande porte? Então, os pequenos negócios dificilmente têm recursos para manter uma equipe dessas. Por isso eles recorrem a essas assessorias para orientá-los tanto em relação à contratação quanto nos processos burocráticos (a papelada) do setor.

Nas empresas especializadas em recrutamento, os profissionais de RH têm o papel fundamental na contratação de novos colaboradores, sendo capazes de fazer entrevistas, realizar dinâmicas e até aplicar testes vocacionais para garantir a escolha do candidato que mais se adeque àquela organização.

Quais são os cargos que compõem a carreira em Recursos Humanos?

Essa carreira tem possibilidades muito amplas de atuação. Então, nós selecionamos aqui apenas alguns dos principais cargos que esse profissional pode exercer. Entenda um pouco sobre cada função:

Estagiário de recursos humanos

Mesmo antes de concluir o curso, dá para começar a trabalhar na área sendo estagiário. Além de ser uma boa maneira de ingressar no mercado de trabalho, os estágios proporcionam aprendizado na prática. Assim, você já se familiariza com as rotinas de RH e aumenta suas chances de contratação. Em média, um estagiário da área recebe R$ 997,25.

Assistente de recursos humanos

Logo após a conclusão do curso, muitos profissionais passam a ser assistentes de RH. Esse cargo inclui atribuições administrativas, como demissão e contratação, planejamento de períodos de férias, entre outras. O salário de um assistente costuma ser um valor próximo a R$ 1.587,14.

Analista de relações trabalhistas

Esse profissional é especializado nas relações de trabalho e tem bom conhecimento das leis nessa área. Pode acompanhar negociações coletivas, além de fazer levantamento dos dados e documentos relacionados às ações trabalhistas. A remuneração desse analista inicia em R$ 2.057,28.

Analista de recursos humanos

Da contratação de novos funcionários ao treinamento de colaboradores, esse profissional pode trabalhar em diversas atividades de RH com o intuito de tornar os processos na empresa mais eficientes. Em geral, o analista costuma se dedicar a alguma dessas especialidades: recrutamento e seleção; cargos e salários; desenvolvimento humano. Esse profissional começa ganhando mais de R$ 2.000 e, com alguns anos de experiência, esse valor triplica.

Consultor de recursos humanos

Seja na empresa ou de maneira autônoma, o consultor de RH faz análises das organizações para torná-las mais eficientes. Para isso, realiza diagnósticos empresariais, bem como propõe modificações e reestruturações nos departamentos. Esse profissional ganha em média R$ 3.697,06.

Coordenador de recursos humanos

Responsável por coordenar os processos de contratação, demissão e aposentadoria tem amplo conhecimento das leis trabalhistas e preza pelo seu cumprimento. Também trabalha com a criação de programas de treinamento e pode administrar as atividades do departamento de pessoal, como pagamento de salários e comissões. Um coordenador de RH recebe cerca de R$ 5.987,02.

Gerente de recursos humanos

Esse profissional gerencia toda a área de recursos humanos, incluindo não só equipes e ações ligadas a recrutamento e seleção, como também treinamentos, salários, relações trabalhistas, medição da satisfação dos funcionários, entre outros. Um gerente de RH tem um salário mais alto que outros cargos, em média, R$ 7.831,03.

Diretor de recursos humanos

Na hierarquia das empresas, logo acima do gerente encontramos o diretor de RH. Esse profissional é responsável por monitorar o trabalho da gerência, mas o seu objetivo é estratégico. A intenção é que os processos da gestão de recursos humanos propiciem que a corporação atinja os seus objetivos empresariais. Pela importância do cargo, a remuneração de um diretor ultrapassa R$ 20.000.

Essas são apenas algumas das posições ocupadas por gestores de recursos humanos. Ao investir cada vez mais em sua formação e experiência, o profissional pode ocupar até mesmo altos cargos executivos. É o caso do CHRO, ou Chief Human Resources Officer (Chefe de Recursos Humanos).

Normalmente, esses profissionais são contratados por grandes empresas que entendem que as pessoas são um recurso tão importante para o diferencial competitivo que precisam ter um executivo cuidando apenas desta área.

Como é o curso de graduação tecnológica em Recursos Humanos?

Como estamos falando de uma graduação tecnológica, sabemos que se trata de um curso extremamente prático, que não perde tempo com teorias que não serão utilizadas no dia a dia e tem um enfoque direcionado a preparar o profissional para os desafios do mercado de trabalho.

Portanto, para sair capacitado a realmente atender as demandas do departamento de RH, o aluno aprenderá algumas poucas matérias de abrangência geral, como Processo Administrativo, Cenários Econômicos, Comunicação Empresarial e Matemática Aplicada. Porém, a maior parte das disciplinas realmente diz respeito à prática do setor de RH. Entre elas, merecem destaque:

  • Psicologia Organizacional Aplicada
  • Recrutamento e Seleção por Competências
  • Modelos de Gestão e Estilos de Liderança
  • Legislação Trabalhista e Previdenciária
  • Gestão de Marketing
  • Gestão do Conhecimento e Cultura organizacional
  • Treinamento e Desenvolvimento por Competências
  • Gestão de Cargos, Salários e Carreiras por Competências
  • Rotinas e Procedimentos da Gestão do Pessoal
  • Avaliação de Desempenho por Competências
  • Gestão de Custos em Recursos Humanos
  • Consultoria e Auditoria em Recursos Humanos
  • Empreendedorismo
  • Saúde e Segurança do Trabalho

Com certeza, a grade curricular pode mudar de uma faculdade para outra. No entanto, essas são disciplinas fundamentais para o exercício da profissão, e uma boa instituição precisa oferecer esses conhecimentos.

Quanto à duração, o curso superior tecnológico ou graduação tecnológica prevê a formação em um período de 2 anos. Essa redução de tempo acontece justamente porque o curso mantém apenas as disciplinas fundamentais para o profissional da área.

Embora ele tenha um tempo menor de aulas, ele sai com uma visão profunda do departamento e seus processos. Isso acontece porque a grade do curso contém apenas as disciplinas importantes para a área, e não aquelas de interesse geral.

Por que fazer o curso de Recursos Humanos?

Cada vez mais as empresas buscam alternativas para reter talentos e realizar contratações mais acertadas. Nesse contexto, fica fácil perceber a importância do setor de recursos humanos. De fato, uma formação em RH é interessante não apenas para quem deseja trabalhar na área, mas para quem busca boas oportunidades de crescimento no mercado de trabalho.

Confira alguns dos principais motivos para fazer o curso:

Adquirir conhecimento administrativo

Por ter matérias ligadas ao campo da Administração, uma formação em RH permite que o profissional adquira conhecimentos sobre finanças, liderança, empreendedorismo e gestão de pessoas. Além disso, como o curso é muito voltado para a prática, o aluno aprende como funciona as empresas na realidade, e não apenas na teoria.

Poder prestar concurso

Com a formação de tecnólogo em RH, o profissional sai como graduado. Assim, pode realizar concursos públicos para cargos que exijam diploma de nível superior e estará preparado não só para o setor de recursos humanos, como para vários cargos administrativos. Além disso, o curso é de apenas 2 anos, o que agiliza para quem deseja entrar logo no serviço público ganhando um salário mais alto do que o de nível médio.

Fazer uma pós-graduação depois

Com a conclusão da graduação tecnológica em recursos humanos, o profissional também pode continuar investindo em sua carreira e começar em uma pós-graduação ou um MBA. Assim, você aumenta as possibilidades para sua carreira e se destaca no mercado de trabalho. Há diversas especializações ligadas às áreas administrativas e de gestão de recursos humanos, a escolha do curso depende dos objetivos do profissional ao longo prazo.

Destacar-se no mercado

A formação em recursos humanos oferece variadas opções no mercado de trabalho. Das pequenas às grandes empresas, há vagas em diversos setores, como gestão de pessoas, recrutamento, segurança do trabalho e também na esfera administrativa.

Além de ser uma excelente alternativa para quem saiu do ensino médio e quer se inserir no mercado de trabalho com um curso superior mais rápido — apenas 2 anos, também é interessante para aqueles que desejam crescer profissionalmente ou ainda mudar de carreira, já que oferece a possibilidade de prestar consultorias e, até mesmo, assumir funções de gerência.

Assim, vale a pena investir em si mesmo e fazer um curso de gestão em recursos humanos. Com a formação, você se prepara para o mercado de trabalho e ainda adquire competências administrativas primordias para alavancar sua carreira.

Onde estudar Recursos Humanos em Fortaleza?

Como você pode imaginar, uma das principais capitais do Nordeste certamente conta com instituições de ensino respeitadas e tradicionais, que oferecem cursos padronizados e de qualidade.

No entanto, entre as alternativas que o estudante encontra para a sua formação em Recursos Humanos, destacamos o papel e a qualidade da MRH Facine (Faculdade de Ciências e Tecnologia do Nordeste).

Essa faculdade foi criada por uma empresa (MRH), parceira da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que já é reconhecia há décadas por formar, em nível de pós-graduação, profissionais de vários estados vizinhos como o Piauí, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Ao perceber que as empresas do Nordeste precisavam urgentemente de profissionais qualificados, ela viu a oportunidade de abrir uma faculdade e oferecer cursos, especialmente graduações tecnológicas, para suprir essa carência com qualidade.

Agora, você já sabe por que estudar RH e onde fazer o curso em Fortaleza. Se você gosta de motivar pessoas e trabalhar com gestão, essa área é ideal para o seu futuro profissional. Além de estar em alta no mercado, uma formação em Recursos Humanos traz diversas vantagens, como a possibilidade de prestar consultorias e de adquirir conhecimentos administrativos.

Pensando em estudar Recursos Humanos? Inicie sua carreira com as melhores dicas! Assine nossa newsletter e receba conteúdos relevantes sobre a área diretamente no seu e-mail! Fique tranquilo, não enviamos spam!

Você pode gostar
7 histórias inspiradoras de mulheres gestoras de grandes empresas
Quero um lugar no mercado de trabalho: por onde começar?

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This