O que posso fazer se eu não passar na universidade pública? - Blog da MRH - Carreira, formação e ensino tecnológico no padrão MRH
Carreira

O que posso fazer se eu não passar na universidade pública?

Passar na universidade pública é a meta de muitos estudantes que estão buscando iniciar seus estudos de ensino superior. Essas instituições têm grande potencial de ajudar a construir carreiras sólidas em qualquer área profissional.

Entretanto, a disputa é acirrada! As vagas são muito concorridas, além de a prova exigir bastante do aluno. Mesmo alguns bem talentosos e que se dedicaram o ano inteiro acabam não conquistando a aprovação. Mas quem disse que isso é o fim? A universidade particular é uma ótima opção!

Há muitas boas possibilidades mesmo sem conseguir passar para uma universidade pública. O post a seguir trará uma luz para aqueles candidatos que não conseguiram aprovação, mas querem seguir no sonho da graduação. Continue a leitura e confira!

O que fazer se não passar na universidade pública?

Não tem porque se desesperar! Você tem basicamente duas opções: tentar de novo ano que vem ou tocar sua vida e buscar uma outra forma de estudar, e essa última, no caso, são as instituições particulares.

Para quem trabalha ou conta com o apoio financeiro dos pais essa possibilidade não é tão remota assim. Com um pouco de esforço é possível ter acesso a uma universidade privada e aproveitar do bom nível de ensino que muitas delas oferecem.

Entretanto, nem todo mundo tem condições financeiras de arcar com as mensalidades. Esse é um quadro mais comum e que envolve muitos jovens, mas saiba que nem nessa situação o seu sonho da graduação está encerrado!

Como arcar com uma universidade particular?

Para quem não pode pagar integralmente uma universidade particular, há boas opções disponíveis! É sempre importante verificar junto às instituições se elas oferecem algum tipo de bolsa, o que é bem comum. Na maioria das vezes o próprio vestibular delas possibilita bons descontos.

Há também os valiosos programas de financiamento estudantil, que possibilitam que os estudantes custeiem sua graduação nas universidades particulares. Eles pagam as mensalidades durante toda a duração do curso, com baixos juros e facilidades para o estudante quitar posteriormente. Vamos conhecer todas essas modalidades?

Fies

O Fies é o mais divulgado programa de financiamento estudantil superior. Nele os estudantes arcam apenas com a taxa de juros do financiamento, que é cobrada trimestralmente, em um valor que não ultrapassa os R$ 150.

Ele é oferecido pela maior parte das faculdades, com financiamentos que custeiam o valor integral das mensalidades ou parcial, dependendo da renda familiar comprovada pelo estudante, que só começa a pagar após concluir os estudos.

ProUni

O ProUni oferece bolsas de acordo com o desempenho do aluno no Enem, ou seja, mesmo se ele não tiver obtido nota para entrar em uma universidade pública é provável que consiga uma bolsa relevante em uma instituição privada.

Por essa modalidade é possível conseguir até mesmo descontos integrais, aproveitando a vantagem de estudar de graça dentro de uma universidade com ótima infraestrutura e corpo docente.

Como escolher a melhor universidade privada?

Sabendo que agora o cenário é para uma universidade privada, é preciso muito cuidado e atenção na hora de escolher a melhor instituição. A decisão deve ser tomada após levar alguns fatores básicos em consideração, afinal estamos falando do seu futuro e você tem sonhos associados a ele.

O MEC é responsável por regular a atuação dessas universidades, definindo alguns padrões mínimos para que elas funcionem oferecendo ensino de qualidade e condições de aprendizado aos seus alunos. Esses fatores estão ligados a professores competentes, infraestrutura e tudo mais que está diretamente relacionado com o bom serviço prestado.

A preocupação central em relação a escolha da instituição de ensino deve ser acerca de como ela está ranqueada no MEC, e também se ela está autorizada a exercer suas atividades. Infelizmente, existem universidades que funcionam sem autorização, o que pode resultar em muita frustração já que só posteriormente o aluno descobre que seu diploma não tem validade no mercado de trabalho.

O aluno consegue ter uma boa base para verificar essas universidades por meio do portal e-MEC. Lá ele confere quais instituições têm autorização para funcionar e suas respectivas posições nos rankings das melhores. Há também outros sistemas que avaliam aspectos gerais.

Quais as vantagens de estudar em universidade privada?

Caso você ainda não esteja convencido de como pode ser interessante estudar em uma universidade privada, certamente você vai mudar de ideia agora. São uma série de fatores realmente relevantes no cotidiano e na formação do aluno. Selecionamos os principais, confira a seguir!

Baixo risco de greve

Infelizmente essa é uma realidade das universidades públicas! As greves acabam atrasando muito as aulas, o que influencia diretamente no tempo em que os alunos levam para se formar. Isso é praticamente improvável de acontecer em uma instituição particular, então se configura como uma vantagem importante.

Melhor infraestrutura 

As universidades públicas dependem de investimentos do governo e do estado, e isso ainda é um problema no Brasil. O fato influencia diretamente em infraestrutura de salas de aula e laboratórios. Na contramão disso vão as instituições de ensino privadas, que dependem somente de si para realizarem avanços relacionados a essa questão, e tem isso facilitado por conta das mensalidades.

Corpo docente

A grande diferença entre o corpo docente de uma universidade pública para uma privada é o tipo de conhecimento que eles podem transferir. Ambos são extremamente competentes, mas os das particulares oferecem mais experiência de mercado, o que é ótimo para os alunos. Os das públicas focam mais nas pesquisas e na própria docência em si.

Grade flexível

É ótimo poder ter uma flexibilidade maior na hora de definir seus horários de aula, e isso é muito possível nas instituições privadas. Já nas públicas, essa flexibilidade não existe, com grades muito irregulares em que os alunos acabam tendo que estar no campus em momentos distintos do dia, prejudicando a carreira profissional.

Cursos mais atuais

As universidades privadas oferecem cada vez mais cursos que atendem às necessidades mais atuais do mercado, sempre evoluindo a abordagem e disponibilizando novos tipos de formação, como é o caso das graduações tecnológicas. Essa é uma ótima vantagem, já que isso encaminha o aluno para boas oportunidades de emprego.

Deu para ver que não é o fim do mundo não passar na universidade pública, não é mesmo? As instituições particulares são ótimas opções, oferecendo boas condições de ensino. Gostou do post? Curta nossas páginas no Facebook e acompanhe tudo! MRH Mercado | MRH Facine | MRH Tech

Você pode gostar
O que é o curso de Processos Gerenciais e qual é o perfil do aluno?
Afinal, como ser um empreendedor? Aprenda um passo a passo

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This