Guia completo para encontrar as melhores vagas de emprego - Blog da MRH - Carreira, formação e ensino tecnológico no padrão MRH
Carreira

Guia completo para encontrar as melhores vagas de emprego

Buscar boas vagas de emprego nem sempre é uma tarefa fácil, afinal, a disputa é grande e qualificada, principalmente, por conta do mercado de trabalho cada vez mais enxuto. No entanto, com um pouco de empenho e planejamento, é possível sim encontrar colocações que se adaptem ao seu perfil profissional e que contribuam para o seu crescimento na carreira.

Sobretudo, a preparação para a procura deve ser feita com critério, para que você possa bater na porta das empresas já munido de informações claras a respeito do que quer e do que espera ao trabalhar nelas.

Para isso, é importante que defina previamente as suas metas e objetivos. Por exemplo, onde quer trabalhar, o que deseja fazer e, em especial, aonde você quer chegar. Esse último quesito é fundamental para que estipule um norte para a sua carreira e o manterá motivado para alcançá-lo.

Geralmente, o grande desejo é ocupar cargos de liderança, inclusive, por conta do salário, mas é preciso ter em mente que, para chegar lá, você terá que se esforçar bastante e aprender muito para se tornar um líder.

Ficou em dúvida de por onde começar para ir atrás do seu sonho profissional? A seguir, você terá acesso a um guia completo para encontrar as melhores vagas de emprego e se destacar no mercado de trabalho. Portanto, comece já a procura!

Como encontrar as melhores vagas de emprego?

Hoje em dia, a disputa por uma posição dentro das empresas está mais acirrada e, para que você encontre — e conquiste! — uma vaga excelente, é preciso que se prepare para isso. Mas, afinal, como fazê-lo? Antes de tudo, é importantíssimo que você estabeleça metas e estratégias para buscar esse emprego. Definidas as empresas das quais você gostaria de fazer parte, comece a pesquisar sobre elas e fique de olho nas vagas que surgirem.

Para otimizar e qualificar a busca de talentos, as empresas oferecem vagas em suas páginas online, onde é possível que o candidato envie o seu currículo e faça o primeiro contato com elas. Essa é a hora de ficar atento, pois as vagas podem surgir de um dia para o outro, então, vale a pena dar uma olhada nos sites e buscar as sessões de contratação, os famosos “trabalhe conosco”. Quem sabe não aparece a vaga que você tanto deseja, não é mesmo?

Como definir metas e objetivos

É nesse ponto que começa a sua jornada em busca do emprego que tanto deseja. Antes mesmo de sair à procura do trabalho ideal, você deve ter de forma clara os seus objetivos e metas. Primeiramente, é importante que seja transparente consigo mesmo no que se refere às suas habilidades e se elas são compatíveis com as suas ambições.

Você pode até desejar ser um grande gestor de uma empresa multinacional, mas tem mesmo o conhecimento e habilidades para ocupar tal função? Essa é a hora de “colocar na mesa” os seus objetivos e o que você deve fazer para alcançá-los.

Uma boa dica para esse momento de decisão é conversar com pessoas da área desejada, que vão dar a você uma visão da prática da profissão, expondo os pontos positivos e as dificuldades para se chegar até lá. Com essas informações, poderá antever os possíveis problemas e se preparar para eles, além de buscar qualificações que poderão ajudá-lo no caminho.

Traçados os objetivos e metas, chega a hora de construir o perfil profissional que você apresentará às empresas, e seu currículo será fundamental para que elas conheçam um pouco mais a seu respeito. Fique atento ao próximo tópico para entender como prepará-lo.

Como preparar o currículo

O currículo será, muitas vezes, o primeiro contato que a empresa terá com o seu perfil. Por meio dele é que elas conhecerão as suas habilidades e terão acesso a dados sobre sua formação, qualificações e trabalhos anteriores, ou seja, será a maneira como você se apresentará à contratante.

Por conta disso, um currículo claro, bem construído e, especialmente, informativo é uma das grandes portas de entrada no mercado de trabalho, portanto, é peça-chave na hora de buscar por uma colocação.

Um bom currículo traz informações objetivas, claras e sem exageros. Dados pessoais, formação educacional e cursos complementares — finalizados ou em andamento —, principalmente de outros idiomas, são imprescindíveis. Você deve adicionar os que foram realizados até aqui, desde que estejam ligados à esfera profissional, é claro, ou seja, cursos paralelos e mais voltados a seus hobbies pessoais não devem figurar no documento.

Informações de nível educacional também são extremamente importantes, pois é nesse momento que o recrutador terá acesso à sua formação. Cursos e atuações na área acadêmica são desejáveis e mostram o seu engajamento frente aos propósitos pedagógicos da universidade, dando valor ao conhecimento adquirido.

Se tiver experiências profissionais anteriores, você também deve destacá-las, informando as funções ocupadas e o tempo em que ficou em cada um dos trabalhos. Se possível, destaque alguns contatos que podem servir como referência, assegurando a qualidade do seu trabalho. Nesse caso, não vale amigos e família. O interessante é que alguém que tenha figurado como gestor em seus empregos anteriores possa fazer esse papel.

Um fator que ocorre com certa frequência e deve ser expressamente evitado é o fato de se fornecer informações que não condizem com a verdade ou que “aumentem” as qualificações. Se você tem inglês básico, por exemplo, jamais deve dizer que o seu nível é intermediário ou avançado.

Lembre-se de que, ao ser chamado para a entrevista, são grandes as chances de ser inquirido a mostrar na prática as suas habilidades e, se não estiverem de acordo com a realidade, você será sumariamente descartado apenas por ter aumentado uma informação ou, o que é pior, mentido sobre ela.

Um currículo bem construído e fidedigno é um grande passo para a busca de uma posição de destaque no mercado de trabalho e a tão sonhada vaga, portanto, invista seu tempo nesse momento. O currículo deve ser simples, ou seja, nada de artes e nem coloridos. O que será levado em conta será essencialmente as informações contidas nele.

Quais as melhores dicas para melhorar o LinkedIn

Engana-se quem pensa que o LinkedIn é apenas mais uma rede social, só que voltada para os negócios. Afinal, é por meio desse verdadeiro network online que você poderá encontrar as melhores propostas de emprego.

Hoje em dia, a maioria das empresas oferece suas vagas de emprego nessa rede, principalmente, as multinacionais e as organizações de maior renome do país, ou seja, pensou em carreira, pode ter certeza de que está todo mundo lá.

Por conta disso, assim como você está à procura de uma vaga, milhares de recrutadores têm a tarefa de encontrar no LinkedIn novos talentos para ocupar as posições oferecidas no mercado. Por essa razão, é importante que o seu perfil tenha o maior número de dados profissionais possíveis, pois funcionará como um currículo online, que pode ser facilmente visto pelas empresas e recrutadores.

Com isso em mente, mantenha os dados atualizados, procure seguir as empresas nas quais você gostaria de trabalhar e, sobretudo, fique de olho para não perder oportunidades, como uma vaga que pode surgir de repente e que se encaixe no seu perfil. Por ser tudo online, fica muito mais fácil para as empresas recrutarem novos colaboradores e analisarem mais perfis

Inclusive, nada impede que você entre em contato com os recrutadores e se mostre disponível para trabalhar na empresa. Dar o primeiro passo pode ser o seu diferencial em meio a tantas pessoas, então, saia na frente e se coloque à disposição para possíveis vagas.

Aproveite ainda para ampliar a sua rede de relacionamentos profissionais, principalmente, aqueles vinculados à sua área de interesse.

Onde encontrar as melhores vagas

Com os avanços dos dispositivos com acesso à Internet e a aderência das empresas a esses mecanismos, os recursos para quem procura vagas de emprego foram potencializados. O que antes era feito exclusivamente dentro das empresas, obrigando os candidatos a entregarem seus currículos presencialmente, já pode ser realizado sem sair de casa.

Isso porque as empresas costumam divulgar as suas vagas nos próprios sites e outras ferramentas, como o próprio LinkedIn, ou seja, o acesso do candidato a uma candidatura ficou muito mais rápido e fácil. Com alguns cliques, é possível enviar o seu currículo de forma rápida e prática.

Além disso, há outros meios, como os sites especializados em busca de vagas, e agências de recrutamento que fazem o intermédio entre o pretendente à vaga e a empresa. Feita essa busca, comece o envio de seu currículo e aguarde até ser chamado. Não é recomendado que você fique perguntando ao recrutador se ele já analisou o seu currículo. Paciência é a palavra-chave nesse momento.

Claro, muitas empresas de recrutamento possuem sedes físicas, portanto, se a Internet não der resultado, nada impede que você vá até uma delas para deixar o seu currículo. O importante é que vá atrás das oportunidades.

Como me comportar na entrevista de emprego

Você enviou o seu currículo para a empresa e foi chamado para a entrevista? Se anime, pois, se você foi selecionado para o processo seletivo de emprego, significa que o seu currículo agradou aos recrutadores e você tem grande potencial para concorrer à vaga.

A entrevista de emprego será crucial para dar mais subsídios aos empregadores sobre as suas qualidades comportamentais e qualificações técnicas. No entanto, de nada adianta sair falando sem parar sobre seus atributos, pois o seu comportamento nessa hora também será avaliado e levado em consideração.

Não sabe o que fazer? Então siga estas dicas e, com certeza, você causará uma boa impressão perante a empresa!

Pesquise sobre o local de trabalho pretendido

Antes da entrevista, procure pesquisar e saber mais sobre a empresa na qual você quer trabalhar. Entenda um pouco do histórico dela, ramo de atuação e rotinas dos colaboradores. Com certeza, você impressionará ao demonstrar ter bom conhecimento sobre o local.

Se vista de maneira adequada

As empresas mais formais requerem um dress code mais tradicional, como camisas de botão para os homens, e vestidos ou terninhos para as mulheres. Dificilmente, você errará com o clássico, mas deve ficar de olho no comportamento da empresa.

O terninho ou a camisa podem ser desnecessários quanto se trata de uma startup, por exemplo, onde o clima é mais despojado. Então, como destacado na dica anterior, vale a pesquisa prévia para descobrir qual é o estilo da empresa.

Saiba responder às perguntas do recrutador

Nesse quesito, o melhor é ser claro e objetivo nas respostas, evitando exaltar demais as suas qualidades. É importante que você deixe claro as suas pretensões e que o analista o conheça melhor, mas nada de exageros.

Jamais minta sobre as informações

Lembra do exemplo do idioma? Se o recrutador resolve começar a entrevista em português e terminar em inglês, ficará complicado se você não domina a língua, não é mesmo? O mesmo vale para os outros dados e empregos anteriores.

Nunca fale mal de outra empresa

Evite falar de maneira pejorativa ou com desdém das empresas em que você atuou. Além de pegar mal, o recrutador prestará atenção nessa informação e, com certeza, não verá isso com bons olhos, porque, se um dia você sair da empresa, ele poderá entender que você fará o mesmo no futuro, o que não é desejável para a reputação da instituição.

Com essas dicas, a sua entrevista de emprego tem tudo para ser um sucesso e a sua chance de ficar com a vaga fica ainda maior. Vale a pena investir nesse momento!

Por que é tão importante ter cuidado com as redes sociais

O seu perfil no Facebook, Twitter ou Instagram é de sua total responsabilidade, ou seja, pessoal, onde você compartilha suas preferências com amigos e familiares, certo? Pois saiba que as empresas estão de olho em suas postagens, portanto, é preciso tomar cuidado com o que você expõe na rede.

Você certamente já ouviu histórias de pessoas que foram desligadas das empresas por conta de postagens indevidas, não é mesmo? Com as contratações, ocorre o mesmo. A empresa deseja conhecer quem está contratando e, para isso, utiliza as redes sociais como parte da pesquisa.

Postagens ofensivas ou preconceituosas podem ser mal interpretadas e o que você escreveu em tom de brincadeira pode ser o seu fracasso na disputa.  Nesse momento de busca por uma vaga, sua imagem perante o mercado é fundamental, portanto, cuide bem dela.

Planejamento de carreira: como fazer?

Basicamente, há dois tipos de planejamento de carreira: aquele que você faz, estabelecendo suas metas profissionais e traçando uma estratégia para os resultados ou, o mais comum, que é o plano de carreira oferecido pelas empresas.

No caso do primeiro, ele servirá como um norteador da sua carreira, um prospecto do que você estará fazendo daqui a 5, 10 ou 15 anos. Por isso, é importante estabelecer aonde você quer chegar, como e, principalmente, qual empresa poderá lhe proporcionar o emprego tão desejado.

Já no plano de carreira oferecido pelas empresas, ele pode ser personalizado, mas segue necessariamente o processo estabelecido pela organização, ou seja, o passo a passo imposto por ela para chegar até o cargo tão desejado.

No entanto, esse cenário está entrando em desuso, pois o mercado entendeu que os profissionais hoje em dia têm mais de uma forma de chegar ao mesmo objetivo, ou seja, diferentes caminhos para se alcançar os resultados.

Nesse caso, o plano de carreira oferecido pela empresa pode servir como um projeto de desenvolvimento do colaborador, mas não necessariamente um passaporte para o emprego dos sonhos. Sendo assim, correr atrás do sucesso é fundamental.

Pesquise o mercado que deseja atuar

A pesquisa do mercado será uma importante ferramenta para traçar os seus objetivos. Há muitos mercados em expansão, mas, devido à atual situação da economia, o mercado para algumas profissões encontra-se bem fechado e restrito.

O ideal é que, dentro da área em que deseja atuar, você tente encontrar um nicho pouco explorado ou que possa impulsionar a sua carreira para investir nele. Lembre-se de que mercados saturados tendem a oferecer remunerações mais baixas por conta do excesso de mão de obra, portanto, pense bem antes de investir o seu tempo.

Há ainda aqueles que decidem investir no seu próprio negócio. Inicialmente, pode ser que o risco não valha a pena, mas saiba que o país — principalmente, na área de Tecnologia da Informação, por exemplo — está cheio de exemplos de empreendedores de sucesso. Quem sabe você não se inspira, não é mesmo?

Faça cursos para se atualizar

Conhecimento nunca é demais, então, investir nele será valioso na hora de buscar vagas de emprego. Sendo assim, não deixe o estudo de lado e aposte em cursos que possam somar à sua pretensão de colocação no mercado.

Os cursos realizados contarão pontos na hora de analisar o seu currículo e o colocarão à frente de outros candidatos na hora da decisão de quem ficará com a vaga.

Descubra o seu perfil profissional

De nada adianta você querer trabalhar na área de exatas quando derrapa nos números, mas é fera em português e literatura, certo? Para evitar frustrações, você deve identificar as áreas com as quais tem mais afinidade e, em especial, competências para desenvolver.

Está em dúvida? Então, experimente realizar um teste vocacional, que lhe dará uma diretriz do caminho a seguir, levando em consideração seus gostos e qualidades para as mais variadas áreas.

Desenvolva o equilíbrio emocional

Esse conceito tem sido usado com muita frequência no ambiente corporativo, fazendo dele uma qualidade profissional muito requerida pelas empresas. O equilíbrio emocional nada mais é do que a arte do autocontrole e autoconhecimento, ou seja, estabilidade emocional perante situações conflituosas e ocorre quando você reage de maneira tranquila e coesa em situações que desequilíbrio, como uma discussão entre colaboradores.

É ponderar a situação e analisá-la de forma ampla, equilibrada e, principalmente, justa. Por conta disso, é um dos requisitos básicos para quem quer ocupar postos de liderança, portanto, devendo ser exercitado para que o convívio em equipe seja o mais agradável e leve possível, evitando possíveis instabilidades.

É uma qualidade muito apreciada pelas empresas e deve ser demonstrada já na entrevista, se o recrutador, por exemplo, o instiga a falar como você reagiria diante de determinada situação.

Para chegar a tal estado de equilíbrio, você deve ter paciência e foco em solucionar problemas, além de não se apoiar nas expectativas, para que elas não o dominem, pois, na maioria das vezes, os planos não saem como são concebidos e lidar com tais percalços e seguir em frente é fundamental.

Elabore um plano de carreira

Um bom plano de carreira pode ser o pontapé inicial para o sucesso da sua trajetória profissional e, por isso, merece a sua atenção, principalmente, se estiver em início de carreira.

Não sabe por onde começar? Então, acompanhe a seguir um passo a passo para atingir seus objetivos de forma efetiva!

Traçando suas metas

Tenha claro o que você deseja alcançar. Para isso, leve em conta suas habilidades e desejos, e monte uma linha do tempo de como vai chegar lá. A seguir, estabeleça um prazo para que os seus planos se realizem.

Querendo mais

Sabe aquele ditado que diz que “quem trabalha no que gosta não está trabalhando”? Pois saiba que esse dito é completamente verdadeiro. Se você fizer o que gosta, o trabalho será, com certeza, mais prazeroso.

Tente ampliar o leque dos seus desejos, não focando apenas um objetivo, como remuneração alta. Pense mais alto! Visualize outros aspectos que aquele cargo poderá lhe proporcionar, como qualidade de vida e desenvolvimento profissional.

Cumprindo suas metas

Se você estabeleceu um prazo para as suas metas, tente se aproximar ao máximo do início ao fim dele. Nem sempre você conseguirá atingir os seus objetivos na data planejada, mas ficar ao menos próximo dela lhe manterá motivado.

Celebrando as suas conquistas

Cada passo dado com sucesso deve ser comemorado, afinal, o trabalho até ali foi difícil. Comemorações fazem parte da sua vida pessoal, então, nada mais sadio do que trazer essa alegria para os negócios.

Viu como é possível se preparar para encontrar vagas de emprego que se encaixam perfeitamente com os seus desejos? Com um pouco de dedicação e esforço, você chegará lá de forma tranquila, responsável e inspiradora!

Agora, comece já a colocar em prática essas dicas e boa sorte! Quer mais informações a respeito do plano de carreira? Então, veja aqui mais dicas de como montar o seu!

Você pode gostar
Como conseguir um estágio? Confira 6 segredos para ter sucesso na busca!
Carreira de sucesso: 10 passos para conquistar destaque profissional

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This