7 erros que você não deve cometer no primeiro emprego - Blog da MRH - Carreira, formação e ensino tecnológico no padrão MRH
Carreira

7 erros que você não deve cometer no primeiro emprego

Estar passando por sua primeira experiência oficial no mercado de trabalho não é desculpa para cometer certos erros. Embora esse seja um período de aprendizado, é primordial estar atento a algumas ações que podem ser evitadas de antemão.

O início de sua carreira não precisa ser malsucedido: basta tomar cuidado com alguns detalhes para ser recompensado com uma rápida evolução no mercado.

A seguir, você vai ver quais são os 7 erros mais cometidos e como garantir que seu primeiro emprego seja uma vivência cheia de ótimos resultados. Continue a leitura!

1. Chegar atrasado ou acumular faltas

Pode-se dizer que essa é a mais clássica das infrações dos iniciantes — e até de alguns experientes. Vivemos em uma cultura altamente tolerante a atrasos, o que nos faz acreditar, erroneamente, que é aceitável chegar alguns minutos mais tarde a qualquer que seja o compromisso.

Mas o esperado é que você se apresente antes do combinado para qualquer atividade. Chegar em cima da hora, em algumas culturas empresariais, já não é bem-visto, então imagine atrasar-se frequentemente, não é mesmo?

A questão das faltas é igualmente importante. Por mais sérias que sejam suas justificativas, não é correto manter-se vinculado a um compromisso que você não consegue manter adequadamente.

Chegar atrasado e faltar com frequência causam uma péssima impressão em qualquer contexto. Portanto, faça questão de apresentar-se com antecedência e faltar apenas se for extremamente necessário.

2. Cometer equívocos nas comunicações

Sobre esse ponto, cada cultura empresarial funciona de uma maneira. Mesmo antes de você começar a trabalhar, é possível colher informações sobre o contexto de seu primeiro emprego. Então, procure compreender como são as interações nesse espaço e tente ser o mais claro possível em suas comunicações.

Um ponto relevante sobre essa questão é a informalidade no ambiente de trabalho. Algumas empresas mantêm-se mais abertas, já outras não permitem determinados tipos de roupas e o uso de gírias, por exemplo.

De qualquer maneira, é importante manter sempre a cordialidade e o respeito mesmo nos ambientes mais informais. Ainda que haja um clima de solidariedade e descontração, aquele não deixará de ser um espaço de trabalho. Tendo isso em mente, você se sairá muito bem no aspecto interpessoal de seu primeiro emprego.

3. Usar celulares e outros dispositivos de forma exagerada

Trata-se de um problema cada vez mais comum em qualquer ambiente. Mas isso não quer dizer que você nunca deva mexer no celular na empresa: aqui, a questão envolve o uso contínuo e os excessos.

Se você gasta parte de seu tempo de trabalho no Facebook e conversando com amigos, certamente será notado de forma negativa pelos colegas de equipe — principalmente por aqueles que se dedicam de fato à execução de suas tarefas.

O mesmo vale para o computador (e similares). Ainda que seu trabalho não restrinja explicitamente o uso das redes sociais, não é adequado que você se ocupe disso durante sua carga horária.

4. Não respeitar a hierarquia e a cultura da empresa

Essa também é uma situação recorrente, na medida em que algumas pessoas não entendem como devem ser respeitadas as diferenças entre as funções de cada colaborador no quadro da instituição.

Mas, na verdade, trata-se de uma questão bastante simples. Qualquer organização que se preze esclarecerá quais são as atribuições de cada membro, incluindo quem vai delegar suas tarefas e cuidar de seu desempenho.

No site ou mesmo no ambiente da empresa, você certamente encontrará informações diversas sobre os valores do lugar, a missão e as atribuições de cada membro desse corpo maior. Preste atenção nesses detalhes e destaque-se como alguém que quer se alinhar ao pensamento da instituição

5. Ser arrogante nas relações interpessoais

Mantenha a cordialidade em todas as suas relações de trabalho, sejam elas com os clientes, seus colegas de equipe, as pessoas da gestão administrativa etc. Não custa ser gentil — e, futuramente, tal atitude pode abrir portas em lugares que você nem imagina.

Isso não quer dizer, porém, que você deve se submeter a ofensas ou abusos em qualquer ambiente. Um bom gestor certamente saberá a diferença entre essas posições, servindo como um suporte que o ajudará a se desenvolver.

Da mesma forma que os novatos devem respeitar seus líderes na instituição, é papel desses gestores serem atenciosos e respeitosos com seus subordinados. Trata-se de uma via de mão dupla, necessária para o desenvolvimento saudável de qualquer equipe. 

6. Criticar sem conhecer os processos do lugar

Nada é mais desagradável do que alguém de fora (ou recém-chegado) que opina sobre o trabalho alheio sem se inteirar sobre o assunto. Existe uma regra simples a respeito dessa questão: observe e aprenda.

É bem possível (e até desejável) que você tenha algo para contribuir com os processos de trabalho. Entretanto, saiba analisá-los bem antes de tecer opiniões a respeito. Isso é necessário inclusive para conseguir formular as observações de maneira mais precisa e clara.

Além disso, não adianta apontar o dedo para os problemas da empresa e não pensar em alguma solução para eles. Na medida do possível, tente sugerir também as saídas que podem resolver as demandas em questão. E o principal: saiba ter humildade para comunicá-las à equipe.

7. Não apreciar a oportunidade

Seja grato pela oportunidade que você está recebendo. Provavelmente, esse não é seu emprego dos sonhos — é possível que você nem esteja fazendo as tarefas que gostaria na equipe. Ainda assim, esse é um excelente momento para aprender e descobrir novas afinidades em seu campo de atuação. 

Muitas companhias evitam contratar pessoas sem experiência e, assim, se veem livres de uma série de questões advindas disso. Portanto, se você está trabalhando em uma instituição, alguém apostou que sua atuação seria, de alguma maneira, relevante para aquele lugar.

Se você perceber que é inviável continuar naquele espaço, por qualquer razão que seja, saiba fechar as portas de maneira diplomática. Assim, elas permanecerão abertas caso precise usá-las novamente.

Seus primeiros momentos no mercado de trabalho certamente serão de aprendizado, mas não precisam ser de fracasso. Ninguém necessita de experiência para evitar cometer esses enganos. Basta ficar atento ao que dissemos neste artigo, observar seu entorno e modificar seu comportamento a partir das falhas.

O primeiro emprego representa um desafio, mas também é muito empolgante. Tudo dependerá de seu cuidado e investimento nessa função.

E uma ótima maneira de continuar evoluindo na carreira é a qualificação profissional. Lembre-se de investir sempre em formações de qualidade: esse é um fator decisivo em sua trajetória, pois faz, efetivamente, diferença em suas competências e na remuneração recebida.

Busque por certificações de qualidade e outras formas de aprimoramento para ganhar destaque entre seus colegas no primeiro emprego!

Você está buscando por uma oportunidade de trabalho nesse momento? Acesse nosso site e encontre uma lista com vagas disponíveis nas mais variadas áreas de atuação, em diferentes regiões do país!  

Você pode gostar
Testes vocacionais: descubra a profissão perfeita para você
Como anda o mercado de trabalho de gestão financeira? Veja aqui!

Deixe seu comentário

Seu Comentário*

Seu Nome*
Seu Site

Share This